segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

UM BAITA PRESENTE




Um jovem e bem-sucedido advogado disse: 

“O maior presente que já recebi veio dentro de uma pequena caixa que meu pai me entregou num Natal. Dentro estava um recado que dizia: ‘Filho, este ano eu lhe darei 365 horas, uma hora a cada dia depois do jantar é sua. Falaremos daquilo que você quiser falar, iremos por onde você quiser ir, brincaremos do que você quiser brincar. Será sua hora!’ Meu pai não somente guardou aquela promessa”, disse o advogado e completou:
“A cada ano ele a renovou – e é o melhor presente que recebi na minha vida. Eu sou o resultado do tempo dele.”


Porém, nós temos algo melhor do que esse advogado recebeu: nosso Pai celestial não está disponível para nós apenas por uma hora a cada dia, mas em todo o tempo. 

Sempre que quisermos falar com Ele, Ele estará nos ouvindo. Sempre que precisarmos Dele, Ele estará a disposição para nos atender. Quão maravilhoso é poder contar com esse Deus!

Desejamos que, em 2014, você possa criar laços de intimidade maiores com Deus, aprendendo a confiar Nele e na sua onipresença.

Feliz natal e próspero ano novo!
Diretoria UMA

sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

NATAL UMA CURITIBA

As irmãs da AIDB Curitiba se reuniram para celebrar o Natal num convite muito especial da nossa querida Miss. Heidi Alvear.

Foi uma tarde muito especial onde falamos de sonhos. Sonhos, muitas vezes deixados de lado ou tidos como impossíveis, mas que Deus tem todo o poder para fazê-los reais.

Cada irmã expressou seus sonhos mais especiais e, no final, fizemos uma oração entregando cada um deles ao Senhor. A presença de Deus realmente pode ser sentida.

Os papeizinhos com os sonhos escritos foram passados ao pastor Gerson que tomou a responsabilidade de apresentá-los ao Senhor durante todo ano de 2014.

O que chamou a atenção foi que, a maioria das irmãs, tem como sonho a salvação de algum familiar. Deus pode e cremos que 2014 será o ano da vitória.

Após o culto tivemos momentos de confraternização regados com comidinhas deliciosas e especiais preparadas pelas irmãs - que são mestres em exagerar. Tinha comida para um batalhão!

A noite, no culto, algumas pessoas souberam do projeto de oração e pediram que incluíssemos seus sonhos e nomes para oração.

Agora, estamos ansiosas para o culto de natal com toda igreja no próximo dia 22/12. Que chegue logo!








quinta-feira, 21 de novembro de 2013

COMPARTILHANDO UM DESAFIO

Abri, aleatoriamente, minha Bíblia para ler. Caiu no livro de Hebreus. Quase mudei de livro, pois acho as escrituras de Hebreus profundas e demandam estudo. Eu só queria ler sem grandes demandas. Contudo, resolvi seguir com o plano e li ali mesmo onde estava aberto. Veja que interessante: Para que vos não façais negligentes, mas sejais imitadores dos que pela fé e paciência herdam as promessas”. Hebreus 6:12

Devo confessar que apesar de ter lido muito mais nesse livro, esse versículo inicial já foi o suficiente para me desafiar e para me fazer lembrar o quanto eu preciso de Deus. Quer saber o por quê? É fácil: esse pequeno versículo tem duas palavras chaves: fé e paciência e estão como condição para o alcançar as promessas de Deus!

Uma das mensagens que mais marcaram minha vida foi pregada pelo Bispo John Lambeth, na IAB Campinas, há alguns anos e o tema era “Mas a fé é frágil!”


Quantas vezes o meu espírito é movido a fazer isso ou aquilo, quantas vezes eu planejo ou prometo coisas grandes e lindas, mas... a fé é frágil, a emoção passa, o desafio parece crescer, e a fé? A fé, as vezes, se desfaz ou fica bem pequenininha!

Paciência não é o meu forte. Não sou explosiva, nem compro briga. Quando fico com muita raiva, costumo ficar em silêncio, dificilmente debato. Então, muitas vezes já ouvi pessoas me chamando de calma. Muitas pessoas acham que paciência é uma característica minha, mas não é. Esperar é uma tortura irritante. Em minha opinião, prefiro fazer/agir mesmo que me custe muito. Eu sei que paciência não é uma das minhas virtudes.

Tendo compartilhado um pouco de quem eu sou, volto ao versículo: Para que vos não façais negligentes, mas sejais imitadores dos que pela fé e paciência herdam as promessas” e “Assim, esperando com paciência, alcançou a promessa.” (verso 15).
Meu Deus, realmente preciso que o Senhor continue a trabalhar em minha vida, em meu caráter, eu quero alcançar suas promessas, principalmente a promessa de uma eternidade ao Seu lado. Jesus não desista de mim, mas me ajude a ser quem Tu queres que eu seja!
 
“Tendo por certo isto mesmo, que aquele que em vós começou a boa obra a aperfeiçoará até ao dia de Jesus Cristo.” Filipenses 1:6       

Com carinho,
Miriam R. S. Alvear

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

QUANDO TUDO FOR PEDRAS...

Deus realmente fala conosco por onde quer que andemos e de todas as formas possíveis. Não é necessário que a sua voz seja com som audível para ouvirmos. Deus fala em todas as situações: no nosso dia-a-dia, no nosso trabalho, na rua, em casa, dentro do carro, na Igreja, nos nossos sonhos... É assim que Ele se comunica conosco. Quem nunca se pegou chorando na rua ou em casa mesmo, ao receber do Senhor sua mensagem para o nosso coração diante de alguma situação que, para alguns, pode não ter significado nenhum. Isto se chama “sintonia e intimidade”.

A frase de um poema “Quando tudo for pedra, atire a primeira flor” podemos ver o Senhor nos ensinar, mais uma vez. Como agir diante daqueles que nos ferem com suas acusações e julgamentos injustos, com suas palavras cruéis como uma espada afiada?

É difícil, mas não há jeito melhor de se sair bem dessa situação do que oferecer uma flor àquele a quem nos feriu. O gesto nos torna superiores ao outro. A flor quer dizer o perdão, uma palavra branda, serena, um sorriso, um abraço, uma oração, um gesto de carinho ou até mesmo uma linda flor... 

Somos, o tempo todo, observadas, avaliadas e julgadas quase sempre por pessoas sem a menor noção do que é justiça, amor e misericórdia, mas ao longo do tempo precisamos aprender a  amar, entender e perdoar.

Assim diz o Senhor: “Bem-aventurados os puros de coração, porque eles verão a Deus” (Mateus 5.8) e  “Segui a paz com todos e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor, tendo cuidado de que ninguém se prive da graça de Deus, e de que nenhuma raiz de amargura, brotando, vos perturbe, e por ela muitos se contaminem” (Hebreus 12.14-15).

Um forte abraço e ótimo final de semana!
Diretoria UMA

quinta-feira, 10 de outubro de 2013

REGRAS DE OURO



  1. Tenha controle de sua língua. Sempre diga menos do que pensa.
  2. Cultive uma voz baixa e suave, embora firme. A maneira como se fala muitas vezes impressiona muito mais do que aquilo que se fala.
  3. Pense antes de fazer uma promessa e depois não dê importância ao quanto lhe custa.
  4. Nunca deixe passar uma oportunidade para dizer uma palavra gentil e animadora a uma pessoa ou a respeito dela.
  5. Tenha interesse nos outros, em suas ocupações, seu bem-estar, seus lares e famílias. Seja alegre com os que riem e lamente com os que choram.Deixe cada pessoa com quem encontra, sentir que você lhe dispensa importância e atenção.
  6. Seja alegre. Conserve para cima os cantos da boca. Guarde as suas dores, seus desapontamentos e inquietações sob um sorriso. 
  7. Ria de histórias boas e aprenda a contá-las.
  8. Não faça caso das observações más a seu respeito. Só viva de modo que ninguém acredite nelas. Nervosismo e indigestão são resultados comuns da maledicência.
  9. Não seja tão ansioso a respeito de seus direitos. 
  10. Trabalhe, tenha paciência, conserve seu temperamento calmo, esqueça de si mesmo e receberá a sua recompensa.



quarta-feira, 18 de setembro de 2013

JÁ É PRIMAVERA!

Os mais antigos dizem que quando a gente faz aniversário chegamos a mais uma primavera.

Logo, ainda que num frio de 5 graus, nossa querida missionária Heidi colhe mais uma flor no seus jardim de primavera!


Dias atrás, ouvindo um hino, tive uma inspiração de um versinho filosófio (rsrsrs) que diz o seguinte: "O homem sem Deus é como um jardim sem jardineiro." Pare para pensar: por mais bonito que seja, se não houver manutenção o jardim torna-se sem vida, seco e o que cresce, cresce desordenadamente. Assim é a nossa vida. Se Deus não estiver cuidando.

Como é gratificante olhar para a vida da nossa querida líder e ver que Deus tem sido um jardineiro fiel em sua vida. Quantos frutos bons podem ser colhidos por nós que estamos a sua volta.

Parabéns, missionária. Que Deus possa continuar cultivando seu jardim dia após dia.

MVDBFAlvear

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

ENCONTRO REGIONAL UMA AIDB CTBA
















COMENTÁRIOS:

A paz do Senhor, querida Michelle.
Espero ter feito meu papel no culto UMA.  Assunto que temos que filtrar muito para não ofender, não é verdade?
Só queria deixar a observação que o objetivo da  proposta seria apostólica, modestas, caprichosas.

Um abraço, Rita.

terça-feira, 20 de agosto de 2013

CERTINHA, JUSTA, MANSA, SIM. COMPLACENTE, NÃO!


Algumas questões assombram minha mente. Os limites entre o certo e o errado, quais são? Quando o cristão deve se calar? Quando devemos falar? E como mulher, uma palavrinha é por demais intrigante e desafiadora: Submissão... 
Não, não tenho vontade de “matar a Eva”. Eu concordo com João “Porque este é o amor de Deus: que guardemos os seus mandamentos; e os seus mandamentos não são pesados.” (I Jo 5:3).  O desafiador é saber COMO agir?
Sempre pensei em quão louca foi Safira (ver Atos 5) em concordar com seu marido. Ela podia ter evitado a Morte em sua casa e em sua vida, mas foi tão complacente, tão pacífica, tão parecida a muitas de nós...
O oposto de Safira foi Abigail (ver 1 Samuel 25). Ela era mulher inteligente, de atitude, sabia a quem recorrer, sabia como agir.
Lendo a Bíblia, me deparei com uma situação que me trouxeram essas questões a mente uma vez mais: “Então José, seu marido, como era justo, e a não queria infamar, intentou deixá-la secretamente” (Mateus 1:19). Incrível! José não era “barraqueiro” do tipo que não leva desaforo para casa. Ele era justo e não queria denegrir a imagem de uma mulher que, a seu ver num primeiro momento, tinha denegrido a imagem dele.
Eu vejo aqui um homem de caráter exemplar! Mas ser religioso, bom caráter, pacífico não significava ser complacente com o erro. Se a situação não era certa, ele não estava disposto a fazer parte disso! Por isso intentou deixar Maria. Isso não combina perfeitamente com o que está escrito em I Co 13:6 “O amor não se folga com a injustiça, mas folga com a verdade”?
Pensei em Moisés. Ele é descrito como o homem mais manso da terra (Nm12:3), mas ao ver a corrupção do povo de Israel quebrou as Tábuas da Lei jogando-as ao chão (bravo, talvez irado). Ele se opunha radicalmente ao erro e agia contra o mesmo.
Jesus saiu virando as mesas dos comerciantes com um chicote nas mãos, botando todo mundo para correr, numa ocasião (Mt 21:12) rsrsrsrs. Dá para imaginar?
            E então, você sabe agir? Você é mansa, justa, santa, mas complacente com o erro? Bem, o zelo pelas coisas santas não me permitem ser complacente com o erro.

Com carinho Miriam Alvear

quinta-feira, 8 de agosto de 2013

CHORE, MAS CONTINUE CAMINHANDO!

O título desta postagem é uma frase dita por uma secretária chamada Sandra às suas colegas de trabalho, quando tentavam se salvar de um incêndio ocorrido em edifício comercial no centro de Taubaté (SP), no dia 4 de fevereiro de 2011. Ao se verem cercadas pelo fogo e pela fumaça tóxica, aquelas mulheres se desesperaram e, paralisadas, só gritavam e choravam muito. Num brado cheio de autoridade e determinação, Sandra disse àquelas mulheres que até podiam chorar, mas que continuassem caminhando. Foi o que fizeram e todas se salvaram.


Este fato faz refletir sobre as tantas e tantas vezes que, direta ou indiretamente, o Senhor Deus nos diz a mesma coisa em meio a tribulações terríveis. Quantas vezes só choramos, sem forças para lutar e prosseguir! Quantas vezes nos vemos cercadas por "labaredas", sem a menor visibilidade, sem saída nenhuma, mas em um dado momento a voz do Senhor nos apontou o caminho, levantamos os olhos, vimos a saída e uma força sobre natural nos faz reagir e dar a volta por cima!

Então hoje aqui quero fazer como fez Sandra: Digo a todas vocês: VOCÊS PODEM ATÉ CHORAR, MAS CONTINUEM CAMINHANDO! Não entreguem os pontos, não desistam da luta, descruzem os braços e não vivam de murmurações, porque pra tudo há uma saída sempre.

Meditem na força que tem A VOZ DO SENHOR em SALMOS 29: 

"Dai ao Senhor, ó filhos dos poderosos, dai ao Senhor glória e força. Dai ao Senhor a glória devida ao seu nome, adorai o Senhor na beleza da santidade. 

A voz do Senhor ouve-se sobre as suas águas; o Deus da glória troveja; o Senhor está sobre as muitas águas. A voz do Senhor é poderosa; a voz do Senhor é cheia de majestade. 

A voz do Senhor quebra os cedros; sim, o Senhor quebra os cedros do Líbano. Ele os faz saltar como um bezerro; ao Líbano e Siriom, como filhotes de bois selvagens. 

A voz do Senhor separa as labaredas do fogo. A voz do Senhor faz tremer o deserto; o Senhor faz tremer o deserto de Cades. A voz do Senhor faz parir as cervas, e descobre as brenhas; e no seu templo cada um fala da sua glória.

O Senhor se assentou sobre o dilúvio; o Senhor se assenta como Rei, perpetuamente. O Senhor dará força ao seu povo; o Senhor abençoará o seu povo com paz."

quarta-feira, 31 de julho de 2013

11 ANOS DEPOIS


Depois de 15 anos que estive grávida pela primeira vez e 11 anos desde a segunda gravidez, vivencio o privilégio de ser gestante uma vez mais. Ao contrário do que a maioria pensa esse bebê não veio de surpresa: foi planejado e desejado. De fato, se os custos financeiros me permitissem, teria muitos filhos. Sou muito apaixonada por tudo o que envolve o tema: admiro muito a mulher quando está gestante, admiro o milagre da vida, o barrigão, o enxoval da mamãe e do bebê e, pensar na conquista de ter um filhinho nos braços, meu Deus, é fantástico!
 
Curtindo meu sobrinho Samuel!
Ainda não sabemos o sexo do bebê e esse fato faz com que todos os preparativos para a chegada de meu filho fiquem em stand by.  É impossível comprar roupas, sapatinhos, meias, toalhas, enfeites, protetor para berço e todo o resto sem saber o sexo do bebê. Mesmo as cores neutras, como o branco, amarelo e o verde claro, estão bem aplicadas em modelos bem definidos: ou é feminino ou é masculino. Fiquei pensando que, atualmente, saber o sexo do bebê não é opcional, é obrigatório. Quando tive meu primogênito, o médico, durante a ecografia, me perguntou se eu queria ou não saber se era menino ou menina. Já na segunda experiência, o médico só disse e pronto.

Esses pensamentos me proporcionaram a possibilidade de refletir sobre o momento social em que vivemos. Eu, como mamãe gestante, não posso escolher esperar o nascimento para descobrir o sexo do meu bebê. Também como mamãe de filhos crescidos, tenho que comprar uma briga feia com o mundo para vestir, educar, ensinar, meus filhos como ‘Homens’, já que eles são homens!

É difícil comprar uma calça ou camiseta que não seja afeminada. Até os ternos, camisas e sapatos masculinos são afeminados! Penso que se tivesse uma menina encontraria um problema da mesma proporção ou maior! Para nossos filhos e, por que não para TODOS  os apostólicos, viver Deuteronômio 22:5 é MUITO  desafiador Não haverá traje de homem na mulher, e nem vestirá o homem roupa de mulher; porque, qualquer que faz isto, abominação é ao Senhor teu Deus." 

Será em qual momento que o que era bem definido se perdeu ou se perde? Qual é a minha participação ou a da igreja nesse perder os limites impostos por Deus (Provérbios 22:28)? Posso fazer algo para que o desejo de Deus seja manifesto sobre a Terra? Faço das palavras de outra grávida as minha: “Disse então Maria: Eis aqui a serva do Senhor; cumpra-se em mim segundo a tua palavra.” Lucas 1:38.  

Com carinho,
Miriam R. S. Alvear